quarta-feira, 29 de abril de 2009

ME APERTA



nossas pernas se enroscam
me aperta
sou menina, mulher
sou esperta
te conquisto com meu jeito quente
diferente
vem, toca-me
explora-me
suga-me para o teu secreto
diga que sou teu prato predileto
teu brinquedo
tua água na hora da sede
que te prendo com minha rede
me aperta
que nossos momentos de amor são únicos...
costumamos voar com fortes asas para espaços fantásticos
não temos medo do novo
do inexplorado
me aperta.

Sonia Delsin

terça-feira, 28 de abril de 2009

segunda-feira, 27 de abril de 2009

...


...Vem...Fala Comigo...

...Abraça-me por intantes...

...Vem com calma...

...Neste dia de amar...

...Psiuu...Me ame...

...Estou com vontade de Ti...

...Dos teus braços me envolvendo...

...Deixa-te agora cair nesta paixão demente...

...Anda ...Vem...Abraça-me...

...Preciso de Você...

(Autor Desconhecido)

É o que eu preciso agora vem?

Sou fêmea no cio...

Sou fêmea no cio
Somente para você...Somente sua,
Deliro quando com seus olhos me toca,
Arrepiando minha pele nua!
Sou gemidos e sussurros,
A menção simples do seu desejo,
Entrego-me sem reservas,
No quebrar das ondas de meu anseio!
Olha-te com ternura e luxuria,
Quero-te na volúpia de um beijo,
No roçar de meu corpo em deliro,
Na luz tênue sobre meu leito.
Meu corpo quer saciar-se no seu,
Sinto a urgência dentro de mim,
Seu corpo quero inteiro e quente,
Sou fêmea no cio...Quero seu prazer enfim!
Quando molhado de suor estiver,
Na letargia do amor feito,
Quero registrar em meu coração,
A perfeição desse momento!

domingo, 26 de abril de 2009

Saudades

Saudades

Saudades de sentir. Saudades de sentir um pouco de calafrio quando te aproximas,saudade de sentir impotente, impaciente, descrente, daquela forma.

Mas sabes do que tenho saudades? São é daquele beijo apaixonado que damos de olhos fechados, arrepiamos tanto.Não é aquele olhar penetrante que chega, sozinho, para dizer todas as palavras do mundo. Nem mesmo de sentir o coração a funcionar a mil à hora e não saber como para-lo. Ele não queria Parar, bem, eu também não. Especialmente, não será saudade da propria saudade, saudade do ciume, saudade de sentir que aquele dia, aquele momento, acima de todos os momentos, era tudo o qu precisava. Qual ar,qual vida, qual ser? Nada precisa fazer sentido.

Eu não sei bem do que sinto saudade, nem sei se quero saber. Eu já senti saudades antes, fere tanto quando nos alegra. Podemos tentar fugir, tentar correr em qualquer uma das direções mas ela vai nos perseguir-nos sempre, sacana!

Descobri então com o tempo é possível sentir saudade, saudade passageira, saudade sem sentido. Não é a Saudade louca, desenfreada, sem fio de lógica. Não é Mesmo. eu lembro dessa Saudade... com Saudade...


Matheus é pra ti querido, Saudades...

Mensagem a Todos!

Tenha mais carinho por você. Agradeça e celebre os dons que a vida lhe deu, valorize seus melhores traços de caráter, sua espontaneidade. Não se compare com os outros, pois cada um tem seu caminho. Tenha a certeza de que você está cumprindo sua missão no mundo.
Maria do Carmo Vasconcellos

sábado, 25 de abril de 2009

Olhar de sedução
Teu olhar é pura sedução
Seus lábios provocam desejos
Então me rendo a tentação
E me entrego aos seus beijos
A boca desliza pela sua pele macia
Pelo seu corpo suado
Quanta caricia
Nada é pecado
Sua respiração acelerada
Me deixa em arrepios
Quero você e mais nada
Corpos se entregam e se dão
Num ato tão desejado
Numa só paixão...
Um abraço... somente um abraço, pois é nele que se encerra a magia de tudo. Sentir no meu corpo o corpo de quem procuro, pela envolvencia dos meus braços, com carinho, amor e paixão; protegendo-o de todos os medos e receios.
Quando a alma se entrega, nada mais resta entregar senão o corpo, sedento de prazer e ser um dar sem pedir o receber. É tão bom quando nos descobrem e descobrem então que há ainda tanto para descobrir...

Vou

Saciar tua fome irei, meu homem,
Entregar-me a ti completamente.
Concretizar nossos sonhos secretos.

Amar-te loucamente em cada instante,
Rompendo o tempo, a distância e a circunstância.
Seremos só nós dois e nosso amor.

E quando chegar a hora da partida,
Que não haja uma despedida.
Que nosso amor possa curar a ferida,
Da ausência de dois corpos amantes.

(Hadassa Bergamo)

...

"As feridas do amor só podem ser curadas por aquele que as fez."
(Publílio Siro)

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Delícia!!!

A entrega!


Sou feliz na entrega!
Adormeci a pensar que é assim um estado de graça...
Uma espécie de bunker em tempo de guerra...
Um abrigo contra tempo invernoso...
O sítio onde estamos seguros e não precisamos de nos defender, porque nos sentimos protegidos.
Por isso a paixão, o enamoramento, o amor, a entrega, nos deixam vulneráveis, a dar-nos por inteiro... pois não sentimos que tenhamos que nos defender, há ali alguém que toma conta de nós... e isso é o céu.
Ser levado pela mão até uma nuvem e deslizar nela a olhar a Terra cá em baixo, pequenina, insignificante.
Sentir que nada nos pode atingir porque estamos seguros, protegidos, a salvo!
Gosto de me sentir a salvo, sem ter de me defender, de olhar por cima do ombro...
Preciso de me sentir protegida e cuidada e gostada.

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Adoro tudo isso kkkkk

SE EU TIVESSE UM CANUDINHO....
Te quero meu homem...
par que tenhas em mim todas as sensações
de pleno prazer, vivendo fantasias,
desejos sem que nada nos possa deter...

Te quero meu homem...
para que mergulhe em meus poros poços de amor,
águas calidas que acalentam teu fogo que
despertam meus sentidos que nos fazem tremer...

Mas te quero meu amor...
para que mergulhes em meu olhar e descubras minha alma que agora te chama.
que acaricies o meu coração e compreendas
que te amo...

Te quero meu amor...
para que encontres em mim a cumplicidade,
o carinho o motivo para sonhar,
para sorrir, um porto de abrigo mil coisas enfim...

Te quero meu homem...
para que me envolvas em teus braços me
beijes com lábios molhados do nosso sabor,
que imploram em sussurros que
eu sacie tuas vontades e te faca feliz...


Te quero meu homem...
para que sintas insaciável em me entregar,
em te possuir fazendo-nos acreditar que
sempre nos desejaremos cada vez mais...

Mas também te quero meu amor...
para poder te convencer que não apenas
existo num corpo... que tenho alma,

pura e apaixonada que
permeia as estrelas se inspira na Lua,
se encanta com o Mar e se ilumina com o Sol...

Te quero meu amor...
para pegar em tuas mãos e percorrermos
caminhos...

Te consolando das tristezas compartilhando
alegrias e nos divertindo como
seres enamorados que observam tudo
com olhos do amor

Que a noite procuram estrelas e de
dia saúdam o Sol e a Luz...

Te quero meu amor...
para juntos aspirarmos o perfume das flores...

Te quero meu homem...
para juntos exalarmos nosso cheiro de amor...

Te quero meu amor...
para juntos idealizarmos nossos sonhos
atendendo ao coração...

Te quero meu homem...
para juntos realizarmos fantasias
e envolver-nos em sedução...

Te quero meu amor...
para juntos tentarmos superar o que nos aflige
Para buscarmos lado a lado a serenidade
de que precisamos...

Te quero meu homem...
para te pertencer de corpo

te quero meu amor...
para te entregar meu coração e te
desvelar a minha alma...

Salve Jorge

SÃO JORGE

São Jorge Guerreiro

Apesar de ser de outra religião, tenho uma admiração enorme por ti.

Seu moço

"Tua barba me arranha a face, me arracando gemidos sufocados e inibidos...
Nossos sexos se confrotam, rigidos, se tocam, se confundem. Não o-reconheço nesta confusão.
Com força, invades meu corpo como se fosse o teu.
E é teu!
Dominados pelo frenesi alucinante, nada se ouve além dos suspiros e gemidos abafados.
Nessa hora nenhuma palavra é válida!
A lua se desprende do céu, uma chuva de estrelas envolvem o terreno em volta...
Shii, silêncio absoluto, nossa respiração ofegante
Me recomponho em seu peito macio, só quero que sua lua também se desprenda do céu...
Agora, então, minha barba arranha a sua pele
E o meu membro invade seu corpo..."
Lu mendes

terça-feira, 21 de abril de 2009

Vem?

Quero sentir o teu beijo,
Quero sentir a tua barba roçar a minha pele,
Quero sentir o perfume do teu corpo,
Quero enlouquecer.
Desejo-te ardentemente.
Anseio o sabor do teu corpo.
A loucura da paixão...
A mistura da pele.
O sexo por sexo,
O desatino total,
Tu, eu, eu e tu...
Quero ouvir gritos, gemidos...
Quero sentir a vontade, a dor, o prazer...
Quero-te a jorrar-me,
Quero-te ouvir,
Quero-te a gritar para mim,
Quero-te a quereres-me
Quero-te hoje sem o amanhã!
Quero a paixão!
Quero cada momento!
Quero-te enquanto te quero!
Quero cada momento...
Quero-te a ti prazer que me liberta,
Que me faz sentir mulher.

Te desejo!

É você que quero em minha cama

Quero sentir sua língua rodopiando em meu corpo

Suas mãos loucas pelos meus seios...

Tocando-os suavemente...

Explorando-os...

Seu sexo no meu...

Bailando...

Ora freneticamente,

Ora vagarosamente...

Sinto seus olhos olhando os meus.

Loucos de desejo...

Eles me dizem, o que já sei...

Que me quer hoje e sempre!

O Impossível

Se eu me cansar de ficar só
Na solidão, eu te ligar
Por favor me atenda
Procurando uma saída
As vezes tenho recaídas
Por favor me entenda

Não sou perfeito e você sabe
As vezes morro de saudade
Isso é coisa de quem ama
Eu posso até dizer que não
Mas se ouvir meu coração
É seu nome que ele chama

Noite inteira, te buscando
Toda noite, te esperando
Vida minha, minha vida
Anjo meu, oh meu anjo

Noite inteira, te buscando
Toda noite, te esperando
Vida minha, minha vida
Anjo meu, oh meu anjo
Onde anda...?

R: Estou aqui meu anjo...

segunda-feira, 20 de abril de 2009

domingo, 19 de abril de 2009

Tão verdadeiro

confiança do Lat. confidentia
segurança e bom conceito que se faz de alguém;
convicção do próprio valor;
firmeza de ânimo;
crédito;
intimidade, familiaridade;
Há pessoas que validam as suas vidas pelas suas experiências, pelas suas conquistas, pelas suas vivências. E há pessoas que validam as suas vidas pela obliteração de outras vidas.

No calor da paixão (e da tesão) fazem-se e dizem-se muitas coisas. Eloquentes tal como se querem as relações. De tudo aquilo que eu te disse, o mais importante foi: Confio em ti. Era a única coisa que tinhas que reter. Porquê? Porque era inédito. Inédito para mim que o senti e disse tão poucas vezes. Inédito para ti porque o teu escudo codifica-te numa série de caracteres imperceptíveis.
Quantos depositaram a sua vida e o seu destino nas tuas mãos?

Seria tudo bem mais fácil se não tivéssemos um coração que bate e que leva o sangue a correr nas veias. Mas este órgão é um músculo e tal como todos os músculos exercitam-se. Bate mais, bate menos. Mas não se ama mais nem se ama menos. Ou se tem a capacidade de amar, ou não se tem.

obs.Texto de Nara Leite... Algumas pessoas mesmo sem nos conhecer descreve maravilhosamente tudo o que sentimos...(somos seres humanos né)...

13 de Abril dia do beijo

O melhor beijo é o beijo desejado,
o beijo que me completa,
o beijo da minha forma adequada,
o beijo com o sabor do desejo na flor da minha pele,
o beijo da minha vontade,
o beijo que faz o meu pensamento,
o beijo que faz a minha boca e meu corpo querer um novo beijo outra vez.

O melhor beijo é o beijo sem tempo,
o beijo de longa duração ou de pouca duração,
um beijo de vinte segundos ou de vinte minutos, isto não importa.
O tempo não conta, enquanto se beija o tempo para, o tempo freia.

E nesta inércia do tempo só sinto a louca vontade de mais um beijo.
Sinto a outra língua que de encontro com a minha faz um
passeio suave e excitante, umedecendo minha alma.
Sinto a língua que viaja dos dentes ao céu da boca.
Sinto a língua que acarinha os meus lábios.

A língua e a língua...
_A língua que me roça, que me percorre, que me navega e que me lambe ...
O melhor beijo é o beijo em que a língua faz o beijo.

" E o beijo faz o sexo "


ps. Atrasado.. adoro tudo isso, vem??

sábado, 18 de abril de 2009

Luxo

O conjunto é maravilhoso, me dei de presente hehehe






Eu mereço!!!

sexta-feira, 17 de abril de 2009

É coisa de pele!


Gosto do teu corpo colado no meu
Gosto de sentir meu corpo no seu.
Nas noites frias seus beijos me aquecem
E seus abraços me enlouquecem.

É coisa de pele!

Seu cheiro...

Do teu cheiro

O gosto da tua pele

sal impregnado em meus lábios

que me mata de sede

à beira da fonte dos teus prazeres.



O teu gosto na minha boca

mel que sacia meus desejos

na hora derradeira

do medo de te perder

em meio aos lençóis.


O teu cheiro impregnado

no meu corpo

perfume raro que nem a chuva

leva de mim...

Carente

Hoje estou carente.
Desejando tão somente
Um abraço
Pode ser bem calminho
Bem devagar
Mas que tenha muito carinho...
Abrace-me por favor
Quero sentir o teu calor...

Seduzida

Quero ser seduzida!
Sem receios
Sem indecisões
Quero que me toque
que me sinta
Me fale de paixão
beije minha boca
molhe meus lábios
sugue a minha língua
Mate minha sede com sua saliva
Me desperte
com carícias ousadas
Acenda meu corpo
essa chama ardente
que queima a minha pele
Me enlouqueça com gestos
com perfumes inebriantes
Deixe que o rastro de prazer
escorra pelo meu corpo
Me faça louca
insana
atrevida e selvagem
Descubra meus segredos
anseios e desejos
e me deixe assim.. exausta...
saciada...
(Loira Sensual - DSM)

Chamas

Quero nos teus braços ser acolhida...
Nos teus beijos encontrar o desejo...
Quero seu jeito atrevido e malicioso
Provocando-me suspiros e gemidos...
Deixe-me te amar ardentemente
Sacie minhas fantasias desvairadas
Pegue-me em teus braços
Envolva-me em ardentes desejos
Grave em minha pele
As marcas das tuas ousadias
Aprisione-me em teus carinhos
Meu corpo inquieto chama por paixão
Quero teu corpo em chamas...
E o meu um vulcão...

(Loira Sensual - DSM)

Achei Prospero!!!

Não desanime de você,
ainda que a colheita de hoje não seja muito feliz.
Não coloque um ponto final nas suas esperanças.
Ainda há muito o que fazer,
Ainda há muito o que plantar,
E o que amar nessa vida.
Ao invés de ficar parada(o) no que você fez de errado,
Olhe para frente,
E veja o que ainda pode ser feito...
A vida ainda não terminou.
E já dizia o poeta "que os sonhos não envelhecem"
Vai em frente.
Sorriso no rosto e firmeza nas decisões. (Cris Rubi)

Restitui


O Palavra de poder, agradeço a restituição que hoje está ocorrendo na minha vida, restituir é difícil, porém não é impossível... Obrigada!

Para mudar é necessário o primeiro passo... eu dei heheheh e estou muito feliz, pequenos gestos fazem de nossas vidas únicas e perfeitas. Algo novo está acontecendo na minha vida e eu sei bem como aproveitar hehehehe...

Hoje eu sei qual a verdade que eu quero para a minha vida, mas porque é tão difícil as pessoas serem verdadeiras??


Jó 42.1-6 "Antes eu te conhecia só por ouvir falar,mas agora eu te vejo." (Deus Restitui a vida de Jó e já está restituindo a minha)

Liberdade é poder, viver uma vida sem ser subjulgada e sem ter medo é a dádiva que eu recebi...

Será?

"O esquecimento é a morte de tudo quanto vive no coração."

(Jean Baptiste Alphonse Karr)

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Estou pegando fogo, Vem???

Eu quero

Sexo eu quero com você
Mas eu quero agora.
Você me ouviu?
Gritei: Agora!
Venha e traga meu prazer
De volta praquele lugar
Que só você sabe o caminho.
Sexo perfeito, molhado,
Lambuzado, cheiroso.
Sexo eu quero sim e muito
Mas só com você.
Por isso, não me enrole,
Volte e me deixe assim
Destruída, ensaboada
De suas bebidas.
Sexo sim mas hoje,
Nesse minuto.
E somente com você.
Sexo malicioso, famoso
De mil maneiras de gozar
Sexo animal com veias de lilás.
Corra antes que eu acorde
Inteirinha nua e molhada
Como só sua língua me faz.

Vem!!!

Vem!
Espero por ti... aqui na minha cama ausente de calor.
Vem tocar-me,
Sentir-me vibrar a cada toque teu...
Vem fazer do meu corpo, sedento de prazer,
Um trilho de fogo que se acende com as tuas caricias.

Vem!
Faz-me sentir o teu desejo,
Que é meu também,
De sentir na pele o calor da paixão,
De tesão,
Da ânsia quase dolorosa de tão ansiada...

Vem!
Quero sentir o teu gosto na minha boca...
Provar o teu corpo
Deliciar-me com esse gosto doce do prazer e amargo da distância...
Quero beijar os teus lábios e perder-me neles...
Confundirmo-nos por entre a respiração entrecortada
Por gemidos interrompidos...

Vem!
Deixa-me ouvir-te respirar ofegante,
Num murmurio eterno,
Que ecoará para sempre na minha memória...
Deixa-me ouvir os teus gemidos roucos, loucos, sem nexo
Que me deixam rendida,
Sem força nem vontade,
De te oferecer resistência...


Vem!
Quero sentir esse aroma,
Tão antigo como o mundo...
Esse aroma de pecado que me persegue nas noites solitárias.
Quero ter na minha cama um novo perfume,
Feito do meu e do teu corpo.
As nossas essências mescladas de tal forma, que se tornam uma.

Vem!
Deixa-me ver nos teus olhos,
A tua alma de amante.
Esse brilho que surge sem avisar,
Que ilumina o meu ser.
Quero deixar-te entrar em mim
E mostrar-te numa linguagem que não permite mentiras
O desejo que me queima nas veias
O prazer que desabrocha diante dos teus olhos
E que consegues ver no fundo do meu olhar...


Vem!
Vamos silenciar o mundo... e deixar apenas os nossos corpos falarem
Vamos deliciar os nossos sentidos
E apaziguar esta fome de ti, de mim... de nós!

Delicia!!!



Em teu rosto
o olhar sedento,
espelho do meu desejo

Em tuas mãos entrego
meu corpo em espasmos,
uma prisioneira de teus odores

Teu pé brinca por meus caminhos
e o desejo sorrindo colorido
em meus lábios [grandes] entreabertos

Um mamilo túrgido pulsa entre teus dentes
enquanto, faceira, a mão se faz arteira,
trilhando, desbravando meu ventre

Meu corpo geme e responde a cada toque;
fazes-me louca quando atiças, lento,
meu grelo que pulsa

No impulso te puxo e, entredentes,
ao teu ouvido sussurro: - Coma-me,
fazes-me tua, assim, crua, insana
e goze em meus seios...


E a noite se torna um prelúdio de gozo...



Patrícia Gomes

...

Amanheci sedenta ao teu toque...

Desejo-te...

Quero-te mais do que possa imaginar...

Enlouquecer-me em teus beijos...

Desejo-te com toda a força do meu ser...

Entorpecer-me com teu cheiro...

Este sorriso de desejo... de travessura...

Seu olhar penetrante... de deixar-me nua...

Resistir?! Como?!

Deliciar-me em teu corpo...

Embriago-me de prazer apenas em te olhar...

Lindo!

DOR QUE DÓI MAIS...


Em algum lugar do passado, devemos
ter feito algo de muito grave, para:

Bater o dedo numa porta dói.
Bater com o queixo no chão dói.
Torcer o tornozelo dói.
Um tapa, um soco, um pontapé, doem.
Dói bater a cabeça na quina da mesa,
dói morder a língua, dói cólica,
cárie e pedra no rim.

Mas o que mais dói é a saudade.
Saudade de um irmão que mora longe.
Saudade de uma cachoeira da infância.
Saudade do gosto de uma fruta que
não se encontra mais.
Saudade do pai que morreu,
do amigo imaginário que nunca existiu.

Saudade de uma cidade.
Saudade da gente mesmo, que o tempo não perdoa.
Doem essas saudades todas.
Mas a saudade mais dolorida
é a saudade de quem se ama.

Saudade da pele, do cheiro, dos beijos.
Saudade da presença, e até da ausência consentida.
Você podia ficar na sala e ela no quarto,
sem se verem, mas sabiam-se lá.
Você podia ir para o dentista e ela para a faculdade,
mas sabiam-se onde.

Você podia ficar o dia sem vê-la,
ela o dia sem vê-lo, mas sabiam-se amanhã.
Contudo, quando o amor de um acaba,
ou torna-se menor, ao outro sobra uma
saudade que ninguém sabe como deter.
Saudade é basicamente não saber.

Não saber mais se ela continua fungando num
ambiente mais frio.
Não saber se ele continua sem fazer a barba
por causa daquela alergia.
Não saber se ela ainda usa aquela saia.
Não saber se ele foi na consulta com o
dermatologista como prometeu.

Não saber se ela tem comido bem por causa
daquela mania de estar sempre ocupada,
se ele tem assistido as aulas de inglês,
se aprendeu a entrar na Internet e encontrar
a página do Diário Oficial,
se ela aprendeu a estacionar entre dois carros,
se ele continua preferindo Malzebier,
se ela continua preferindo suco,

se ele continua sorrindo com aqueles olhinhos
apertados, se ela continua dançando daquele
jeitinho enlouquecedor, se ele continua cantando
tão bem, se ela continua detestando o MC Donald's,
e ele continua amando, se ela continua a
chorar até nas comédias.

Saudade é não saber mesmo!
Não saber o que fazer com os dias que
ficaram mais compridos, não saber como
encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento,
não saber como frear as lágrimas diante de
uma música, não saber como vencer a dor de um
silêncio que nada preenche.

Saudade é não querer saber se ela está com outro,
e ao mesmo tempo querer.
É não saber se ele está feliz, e ao mesmo tempo
perguntar a todos os amigos por isso...
É não querer saber se ele está mais magro,
se ela está mais bela.

Saudade é nunca mais saber de quem se ama,
e ainda assim doer.
Saudade é isso que senti enquanto estive
escrevendo e o que você, provavelmente,
está sentindo agora depois que acabou de ler...!!!

Martha Medeiros

...

Quero muito te dar aquele beijo que começa numa brincadeira, roçando os lábios, de olhos abertos, dando uma mordidinha, esboçando um sorriso de alegria bem de pertinho, fazendo aquele jogo do querer e não querer.

Bate aquele desejo que vai puxando um para mais perto do outro e aos poucos vamos nos encostando. Cada pedacinho de corpo se encontrando e nós, nos abraçando.

Apertamos nossas bocas, sentimos nossas línguas se conhecendo, nossos corpos se desejando e o abraço vai se apertando.

Nossas cabeças dançam, nossas mãos não param e investigam cada pedaço de corpo que resta além daquele espaço deixado pelos nossos corpos ocupados.

Sentimos que vamos crescendo, o sufoco vem, não querendo deixar aquele momento acabar, Só queremos continuar...

É o momento que não há mundo!